• Maria De Fátima-Guga

LEVAIN - Do zero ao pão assado!


O fermento natural é conhecido por diversos nomes: Levain ( do francês) , Sourdough starter ( do inglês), lievito naturale madre ( do intaliano), masa madre ( esoanhol) ou massa lêvada ou massa azeda em Portugal, seja qual for o idioma, o objetivo final será a produção de um processo natural. A fermentação natural é um processo utilizado desde a produção dos primeiros pães. Os registros mais antigos datam 3.700 AC, mas sua origem provavelmente está relacionada com o início da agricultura. O fermento industrializado foi desenvolvido somente nos últimos 150 anos, sendo então, empregado na produção de pães. Um pão com fermentação natural demanda mais tempo, porém o resultado é maravilhoso, ou seja, com m aspecto rústico, casca crocante, miolo cheio de alvéolos irregulares e um sabor levemente azedinho que faz o diferencial incomparável.

Hoje vamos dividir com vocês a experiência de produzir seu próprio fermento natural: Levain! 

A fermentação natural nos últimos tempos tem tido uma crescente procura. 

Quem alimenta seu Levain sabe do que estou falando, afinal,  quem nunca presenteou um amigo com uma isca? Ou recebeu uma ligação com esse pedido? 

A população tem se preocupando com hábitos alimentares saudáveis, adotando buscas o mais natural possível . 

E o melhor dessa história? É que  mesmo não tendo  ciência, essa técnica do mundo antigo é uma receita afetiva! 


Puxe a cadeira,vamos conversar?

Iniciei a produção  do meu Levain em 12/07/2020, com  alimentação  diária. Esse compromisso é importantíssimo e vale muito apena.  



Vamos a receita, lembrando que existem varias formas de fazer, eu usei esse método.


Selecionei no primeiro dia do meu Levain, 4 colheres cheias de farinha de trigo para 80ml de água filtrada, bati bem.


Quando perceber aquela massa com consistência pastosa e meio elástica, você transfere para um pode de vidro ( eu usei aquela embalagem de azeitona de 500ml).


Eu procurei um lugarzinho onde a temperatura fosse superior a 27ºC, ele não se desenvolve bem em uma temperatura inferior.


impostante identificar o pote com a data que iniciou para controle.


No segundo dia, estava com várias bolhinhas, isso é muito importante, sinal que está no caminho certo. Eu acrescentei uma colher cheia de farinha de trigo para 40 ml de água, coloquei dentro do próprio recipiente, mexi bem e deixo ele no cantinho que escolhi.


Meu terceiro dia foi fantástico, ele estava cheio de bolhinhas, cheiro forte de azedo. Acho que não vou precisar esperar 7 dias para ter pão. Eu acrescentei 40ml de água e uma colher cheia de farinha de trigo e devolvi ao local escolhido.


Nessa receita você alimenta por 7 dias e terá um fermento pronto para um lindo pão!




OBS: MEU FERMENTO ESTÁ NO TERCEIRO DIA , PORÉM RESOLVI POSTAR MINHA EXPERIÊNCIA, VOLTO AQUI PARA MOSTRAR O FINAL DO PROCESSO. AQUI SIGO REFORMULANDO DIARIAMENTE.


10 visualizações

(71) 986147161

  • Preto Ícone LinkedIn
  • Preto Ícone Instagram
  • Preto Ícone Pinterest

©2020 por Inspiração - Gastronomia Afetiva. Orgulhosamente criado com Wix.com